30 de jun de 2010

BANKSY NO GLASTONBURY FESTIVAL

Após passagens por cidades como Toronto, Nova Iorque e Sidney, um trabalho do artista reaparece no festival Glastonbury com imagens chamativas demonstrando certa crítica ao estilo "hippie moderno". O festival rolou no Reino Unido no ultimo final de semana de junho de 2010 contando com participações de grupos como Gorillaz , Snopp Dogg, Flaming Lips, Hot Chip, Phoenix, Pet Shop Boys, LCD Soundsystem, MGMT, Mos Def, entre diversas outras atrações.

FACADE PRINTER

Facade Printer é uma super máquina que imprime a distância desenhos em proporção atirando bolas de tinta colorida. É nada menos do que uma arma de paintball controlada por computador, obra-prima do Hektor, o robô grafiteiro.






















29 de jun de 2010

SKT ART


Haroshi é um escultor japonês em madeira que se especializou em criar peças de arte tridimensionais com shapes usados e de skate quebrados.

Embora Haroshi use outros tipos de material para sua arte, shapes de skate variam muito em tamanho e dependendo da estrutura da fábrica, marca e modelo. Na criação de suas esculturas, ele seleciona entre de milhares de shapes antigos e individualmente pega o shape perfeito para o uso naquele momento. Depois de serem empilhados, cortados e reformulados, eles são pintados e polidos para um acabamento perfeito.

Para cada escultura, é dada uma "alma", uma peça de metal quebrada de skate que é colocada no centro de casa obra. Unkei, um escultor do século XII, já tinha essa prática semelhante, incluindo uma bola de cristal em suas estátuas como a "alma" do Buda.













NIKE CUP BY FINOK





28 de jun de 2010

EXPO KEITH HARING NO BRASIL EM AGOSTO!


No dia 31/07, o Brasil recebe uma mostra de um dos artistas contemporâneos mais famosos do mundo: Keith Haring! A “Keith Haring – Selected Works” traz, em parceria com a fundação do artista, 94 obras dele nunca apresentadas no Brasil: 55 serigrafias, 9 gravuras, 29 litografias e 1 xilogravura – todas bem urbanas e pop. Em um 1º momento (31/07 a 5/09), a exposição fica na Caixa Cultural da av. Paulista, em SP, e depois (28/09 a 14/11) no centro do Rio. Tem que ir! A “Keith Haring – Selected Works” marca os 20 anos da morte do artista, que foi diagnosticado em 1989 com o vírus do HIV e morreu em 1990. Pra relembrar e ver o que está na exposição, corre na galeria!

Exposição “Keith Haring – Selected Works”
31/07 a 05/09: terça a sábado, das 9h às 21h e aos domingo das 10h às 21h
Caixa Cultural São Paulo: Avenida Paulista 2073, Jardins.
Informações: (11) 3321-4400

28/09 a 14/11: terça a sábado, das 10h às 22h e aos domingos das 9h às 21h
Caixa Cultural Rio de Janeiro: Avenida Almirante Barroso, 25, Centro.
Informações: (11) 2544-4080









informaões retiradas de msn.lilianpacce.com.br

25 de jun de 2010

JEAN-MICHEL BASQUIAT


.
Basquiat tinha ascendência porto-riquenha por parte de mãe e haitiana por parte de pai. Desde cedo mostrou uma aptidão incomum para a arte e foi influenciado pela mãe, Matilde, a desenhar, pintar e a participar de atividades relacionadas ao mundo artístico. Em 1977, aos 17 anos, Basquiat e um amigo, Al Diaz, começaram a fazer grafite em prédios abandonados em Manhattan. A assinatura era sempre a mesma: "SAMO" ou "SAMO shit" ("same old shit", ou, traduzindo, "a mesma merda de sempre"). Isso gerou curiosidade nas pessoas, principalmente pelo conteúdo das mensagens grafitadas. Em dezembro de 1978, o veículo Village Voice publicou um artigo sobre as escrituras. O projeto "SAMO" acabou com o epitáfio "SAMO IS DEAD" (SAMO está morto) escrito nas paredes de construções do SoHo novaiorquino.

Em 1978, Basquiat abandonou a escola e saiu de casa, apenas um ano antes de se formar. Mudou-se para a cidade e passou a viver com amigos, sobrevivendo através da venda de camisetas e postais na rua. Um ano depois, em 1979, contudo, Basquiat ganhou um status de celebridade dentro da cena de arte de East Village em Manhattan por suas aparições regulares em um programa televisivo. No fim da década de 1970, Basquiat formou uma banda chamada Gray, com o então desconhecido músico e ator Vincent Gallo. Com o conjunto, tocaram em clubes como Max's Kansas City, CBGB, Hurrahs e o Mudd Club. Basquiat e Gallo viriam a trabalhar em um filme chamado Downtown 81 (também conhecido por "New York Beat Movie"). A trilha sonora deste tinha algumas gravações raras da Gray. A carreira cinematográfica de Basquiat também incluiu uma aparição no vídeo "Rapture" da banda Blondie.

Basquiat começou a ser mais amplamente reconhecido em junho de 1980 quando participou do The Times Square Show, uma exposição de vários artistas patrocinada por uma instituição de nome "Colab". Em 1981, o poeta, crítico de arte e "provocador cultural" Rene Ricard publicou um artigo em que comentava sobre o artista. Isso ajudou a catapultar de vez a carreira de Basquiat internacionalmente. Nos anos consecutivos, Basquiat continuou a exibir sua obra em Nova York ao lado de artistas como Keith Haring e Barbara Kruger. Também realizou exposições internacionais com a ajuda de galeristas famosos.

Já em 1982, Basquiat era visto freqüentemente na companhia de Julian Schnabel, David Salle e outros curadores, colecionadores e especialistas em arte que seriam conhecidos depois como os "neo-expressionistas". Ele começou a namorar, também, uma cantora desconhecida na época, Madonna. Neste mesmo ano, conheceu Andy Warhol, com quem colaborou ostensivamente e cultivou amizade.

Dois anos depois, em 1984, muitos de seus amigos estavam preocupados com seu uso excessivo de drogas e seu comportamento paranóico. Basquiat, então, já estava viciado em heroína. No dia 10 de fevereiro de 1985, Basquiat foi capa da revista do The New York Times, em uma reportagem dedicada inteiramente a ele. Com o sucesso, foram realizadas diversas exposições internacionais em todas as maiores capitais européias.

Basquiat morreu de um coquetel de drogas (uma combinação de cocaína e heroína conhecida popularmente como "speedball") em seu estúdio, em 1988. Após sua morte, um filme que levava seu nome foi lançado contando sua biografia, dirigido por Julian Schnabel e com o ator Jeffrey Wright no papel de Basquiat.