16 de jun de 2009

O TROPICAOS DE ROGÉRIO DUARTE

Rogério Duarte foi um dos mentores intelectuais do movimento Tropicalista, tendo convivido com personalidades como Wally Salomão, Gláuber Rocha, Gilberto Gil, Capinam, Caetano Veloso, Tom Zé. Artista gráfico, músico, compositor, poeta, tradutor de sânscrito e professor universitário, Rogério Duarte é uma figura ímpar. Baiano de Ubaíra, nascido em abril de 1939, começou a atuar como designer gráfico nos anos 60. Desenvolveu cartazes, capas de discos e livros, identidades visuais, ilustrações, sinalização. Dentre seus trabalhos mais conhecidos está o cartaz elaborado para o longa-metragem “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (1963/64), ícone do Cinema Novo, a convite do seu amigo Glauber Rocha.

Radicalmente contra o dogmatismo da Escola de Ulm, Rogério Duarte soube unir os princípios construtivos adquiridos em sua formação de designer com os elementos da cultura popular brasileira, realizando uma verdadeira antropofagia visual nos tempos da ditadura militar no Brasil.

Segue abaixo algumas obras dele: